Como habilitar a navegação privada em qualquer navegador da web

navegação privada

A navegação privada existe de uma forma ou de outra desde 2005, mas demorou algum tempo para que todos os navegadores a adotassem. Agora, não importa qual navegador você use, você pode navegar na Internet sem deixar para trás um rastro local de história, senhas, cookies e outras informações variadas.

A navegação privada é útil para cobrir suas trilhas (ou melhor, evitar que qualquer trilha seja criada), entre outras coisasNo entanto, não é infalível e, embora evite que as informações sejam armazenadas em seu computador, não impede que seu empregador, provedor de serviços de Internet, sites que você visita ou a NSA colete qualquer informação que você transmita além do seu computador.

Cada navegador tem seu próprio nome para navegação privada e, embora o acesso seja feito praticamente da mesma maneira, pode haver diferenças sutis de produto para produto.

Google Chrome: Abra o modo de navegação anônima

O Google Chrome continua sendo o navegador mais usado no mercado e chama seu modo de navegação privada de “Modo Incógnito”.

No Windows e Mac

Você pode gerar uma janela anônima clicando no menu especial no canto superior direito da janela do navegador. No Windows, serão três linhas e no macOS, serão três pontos. Em seguida, escolha “Nova janela anônima”. (Você também pode acessar essa opção no menu Arquivo em um Mac.)

Como alternativa, pressione o atalho de teclado Control + Shift + N no Windows ou Command + Shift + N no Mac.

O modo de navegação anônima é inconfundível: basta procurar o ícone de homem de chapéu no canto superior esquerdo. Em um Mac, isso estará no canto superior direito. (Em alguns sistemas que executam a versão mais recente do Chrome, a janela também ficará cinza escuro.)

Lembre-se de que, mesmo no modo de navegação anônima, você ainda poderá adicionar sites aos favoritos e baixar arquivos. Suas extensões, no entanto, não funcionarão a menos que você as tenha marcado como “Permitido em modo anônimo” na página de configurações de extensões do Chrome.

Para sair do modo de navegação anônima, basta fechar a janela.

No Android e iOS

Se você usa o Chrome em um dispositivo móvel como um telefone Android, iPhone ou iPad, pode tocar nos três pontos no canto superior direito da janela do navegador e selecionar “Nova guia anônima” no menu suspenso.

O navegador então dirá que você está incógnito com todos os avisos necessários sobre o que isso significa.

Para sair do modo anônimo, toque na caixa com o número (indicando quantas guias você abriu) e volte para uma guia não privada ou simplesmente feche a (s) guia (s) anônima (s).

Mozilla Firefox: Abra uma janela de navegação privada

O Firefox simplesmente chama seu modo de “Navegação Privada”. Como o Chrome, ele pode ser acessado a partir do menu no canto superior direito. Basta clicar em “Nova janela privada”. (Você também pode acessar essa opção no menu Arquivo em um Mac.)

Como alternativa, pressione o atalho de teclado Control + Shift + N no Windows ou Command + Shift + N no Mac.

Sua janela privada terá uma faixa roxa na parte superior da janela e um ícone no canto superior direito.

Nessa janela, você também pode ativar ou desativar a proteção de rastreamento. A proteção contra rastreamento tem como objetivo evitar que você seja rastreado em vários sites. O problema é que qualquer site pode simplesmente ignorar essa solicitação e rastreá-lo de qualquer maneira – embora a proteção de rastreamento não faça mal, também pode não ajudar.

Para sair da navegação privada, basta fechar a janela.

Internet Explorer: Abra uma janela de navegação InPrivate

Embora sua popularidade esteja em declínio, o Internet Explorer ainda é usado por algumas pessoas. Para acessar seu modo de navegação privada, chamado Navegação InPrivate, clique no ícone de engrenagem no canto superior direito, em seguida, Segurança> Navegação InPrivate, ou simplesmente pressione Ctrl + Shift + P no teclado.

O IE indicará que está no modo InPrivate na caixa azul ao lado da barra de localização, que também contém o rótulo “InPrivate”.

Quando o InPrivate é habilitado, não só o seu histórico de navegação é ignorado, mas as barras de ferramentas e extensões são desabilitadas.

Para sair da navegação InPrivate, feche a janela.

Microsoft Edge: Abra uma janela de navegação InPrivate

O Edge é o novo navegador da Microsoft incluído no Windows 10. Como o IE, ele mantém a nomenclatura InPrivate para designar quando uma janela de navegação privada é aberta. Para abrir uma nova janela InPrivate, use o menu no canto superior direito ou pressione Ctrl + Shift + P no teclado.

Depois de aberto, toda a janela do navegador ficará cinza e cada guia dirá “InPrivate”.

Quando terminar de usar o modo InPrivate, feche a guia ou janela para sair e retornar ao modo de navegação normal.

Safari: abra uma janela de navegação privada

O Safari é o provedor original de navegação privada e, como tal, também permite que você navegue em uma janela privada como as outras.

Em um Mac

A opção Janela privada pode ser acessada no menu Arquivo ou pressionando Shift + Command + N no teclado.

While private browsing is enabled, the location bar will be greyed out and a band along the top of the new tab window will indicate that you’re in private browsing mode.

Extensions in Safari will continue to operate while in private mode, unlike Chrome and Internet Explorer.

To exit this mode, as usual simply close the window.

On iOS

Finally, if you’re using an iPhone or iPad and surfing with Safari, then you can use private mode on it as well. To do so, first tap the new tab icon in the lower-right corner of the new tab screen.

Now, tap “Private” in the lower-left corner.

Once activated, the browser screen will turn grey and will tell you that you’re in private browsing mode.

To exit, simply tap the “Done” button in the lower-right corner of the screen.

As you can see, every browser has more or less the same procedure for going into private browsing mode, and most operate in the same way (with a few occasional differences). Additionally, you can expect to hide similar types of information from prying eyes when using browsing mode.

And remember, private browsing is useful for more than just privacy. It also allows you to log into the same site from different accounts. Say for instance you’re logged into your Facebook account and your friend wants to check their real quickly, simply open a private window and let them at it.

You can also use private browsing to troubleshoot potentially problem extensions. Imagine something isn’t acting right, is it your computer or is it a problem extension? Since private mode typically disables all extensions and toolbars, you can use it to see if the problem is replicated, if it is isn’t, then you have a pretty good idea where to start.