T-Mobile começa a lançar chamadas telefônicas com tecnologia 5G

Foto do céu com o contorno dos Estados Unidos com o símbolo '5G' no centro

Estamos firmemente na era 5G agora, mas a maioria dos telefones ainda precisa voltar para 4G ou LTE para fazer chamadas. Isso está mudando agora, já que a T-Mobile começou a lançar ‘Voice over 5G’ em telefones selecionados.

A T-Mobile anunciou hoje que começou a lançar Voice over 5G, também conhecido como VoNR ou Voice Over New Radio, em “áreas limitadas de Portland, Oregon e Salt Lake City”. O recurso também está atualmente limitado ao Samsung Galaxy S21, mas será implementado em mais áreas e telefones (como o Galaxy S22) em um futuro próximo. A T-Mobile diz que os telefones que usam Voice over 5G terão um atraso menor entre a discagem de um número e o telefone começar a tocar.

Então, por que é importante se suas chamadas usam 5G ou não? Bem, isso importa principalmente para a T-Mobile – a operadora vem construindo sua rede 5G nos últimos anos, mas mudar os telefones de volta para a rede LTE mais antiga apenas para chamadas é um gargalo no processo. Ter tudo funcionando em 5G (pelo menos quando uma conexão 5G está disponível) simplifica a infraestrutura técnica e pode resultar em menos problemas de conexão para todos.

A transição também abre a porta para o encerramento do 4G e do LTE, embora isso provavelmente não aconteça por pelo menos uma década. A T-Mobile começou a encerrar sua rede 3G este ano, junto com a rede CDMA legada da Sprint , ambas funcionais por cerca de 20 anos.

A T-Mobile disse em um comunicado à imprensa: “A adição do VoNR leva a rede 5G autônoma da T-Mobile para o próximo nível, permitindo-lhe transportar chamadas de voz, mantendo os clientes perfeitamente conectados ao 5G. Mais importante ainda, o VoNR leva a T-Mobile um passo mais perto de realmente liberar sua rede 5G autônoma porque ela permite recursos avançados, como fatiamento de rede, que depende de uma conexão contínua com um núcleo 5G.”

Recomendado:  Como usar o feed no Microsoft OneNote

Fonte: T-Mobile